• VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
Domingo, 04 Dezembro 2011 00:00

A arte de pendurar quadros

Não importa se você vai pendurar uma obra de arte ou as fotos da família, boas idéiaspara emoldurá-las e arranjá-las vão dar às paredes um toque muito especial.

O agrupamento de quadros cria um foco visual e pode ser usado para preencher espaços grandes em paredes ou chamar a atenção para um só ponto. Os quadros pequenos terão mais impactos quando são expostos em conjunto  do que se forem espalhados individualmente.
Para um único conjunto, combine acessórios com variações de formas e texturas. Pratos, por exemplo, acrescentam cor e profundidade ao arranjo. Já as prateleiras de parede podem ser usadas para acomodar esculturas e outras peças de coleção.
A exposição na parede deve restringir-se às medidas do móvel acima dos quais se encontra. Arranje as peças de forma que elas adquiram um formato, como um retângulo, um oval ou um triângulo. Isso ajuda a unificar a aparência do grupo.
Antes de pendurar os quadros na parede, arrume-os no chão até encontrar a disposição desejada. Uma boa dica para conseguir uma perspectiva visual correta  é preparar moldes em papel e fixá-los na parede com fita crepe.

Grandes imagens gráficas Causam impacto, principalmente se o motivo se repetir. Use molduras simples, pendure os quadros numa fileira única e procure combinar o motivo do quadro com o ambiente: por exemplo, use motivos de alimentos para a cozinha.

Painel de plástico Transplante, com bolsos, forma  a base de uma disposição mutante que todos vão adorar. Quando se cansar da apresentação, simplesmente mude o arranjo ou substitua os cartões.

Na medida dos móveis O arranjo de quadros não ultrapassa a largura do aparador que fica embaixo. Na foto abaixo, os moldes de papel ajudam a formar a perspectiva ideal.

Lições de Sucesso

Cause impacto pendurando fotos ou pequenos motivos impressos bem juntos e agrupados. Considere o espaço ao redor de forma que quadros pequenos não fiquem perdidos em espaços grandes ou quadros grandes sejam dominantes demais. Quando com um motivo em comum sempre ficam bem quando pendurados juntos. Imagens individuais grandes devem ficar à altura dos olhos. Coloque uma peça de linhas retas no começo e no fim de cada agrupamento e deixe as peças em outros formatos para a parte central. Use arranjos verticais para ressaltar ou aumentar a altura visual do ambiente; use arranjos horizontais para ressaltar ou aumentar a largura visual do ambiente.

Publicado em Dicas
Terça, 30 Novembro 1999 00:00

O que fazer com o seu lixo

Garrafas de refrigerante, copos de requeijão, vidros de maionese, eletrodomésticos com defeito, pilhas, baterias. Sem dúvida, o lixo é o destino certo para esses materiais que não têm mais vida útil. Mas, na hora do descarte, surge a questão: o que fazer para que produtos recicláveis não acabem num lixão?
A coleta seletiva é a primeira resposta que vem à mente. Mas, empresas de diversos setores têm, cada vez mais, disponibilizado coletor nas lojas ou em assistências técnicas para que os clientes depositem materiais que demoram a se decompor.
A ambientalista e presidente do Instituto Gea, ONG que dá orientações sobre o que pode ser reciclado e como implantar a reciclagem em um condomínio, Ana Maria Domingues Luz, lembra, no entanto, que, além de pensar no que vai fazer com o que será descartado, o consumidor deve tentar reduzir a quantidade de lixo que produz. Ela ressalta que ações simples no dia a dia, como comprarem produtos em embalagens maiores ao invés de mais unidades de recipientes menores, surte grande efeito:
- Não nos damos conta de como isso pode ser aplicado na prática. Mas, por exemplo, o vendedor da banca geralmente coloca a revista, que já vem embalada, em um saquinho, que não serve para nada depois. Você aceita porque ele te deu, mas é possível colocar a revista dentro da bolsa e dispensar o saco. Muitas vezes, isso é confundido como um bom serviço, quando na verdade não é. O mesmo acontece com as lojas que vendem roupas mais finas e costumam passar o papel de seda em cada produto, mesmo que não seja uma embalagem para presente. Isso é desnecessário, mas a gente deixa. É preciso que as clientes comecem a negar o serviço para mudar a cultura das lojas - explicou Maria Domingues.

Reutilização de objetos é uma das alternativas para reduzir a produção de lixo

A reutilização é um segundo passo para a redução da quantidade de lixo. Em casa, em caso de sobras de comida, o ideal é inventar receitas utilizando esses restos. Para Maria Domingues, o uso dos atacados saquinhos plásticos, por exemplo, não deve ser repreendido se eles forem reutilizados como sacos de lixo. Ela ressalta que o uso do verso do papel também é uma prática simples que deve ser disseminada.
- Pego mala direta, papel de banco, envelopes, grampeio tudo do lado do verso e coloco ao lado do telefone para anotar recado. Outra ideia na questão da reutilização é aproveitar vidros de maionese para guardar compotas e algodão. Basta um olhar antes de jogar algo fora que, muitas vezes, se encontra uma nova função para aquilo. É uma vantagem para o meio ambiente e para o bolso.

“Basta um olhar antes de jogar algo fora que, muitas vezes, se encontra uma nova função para aquilo. É uma vantagem para o meio ambiente e para o bolso.”

Dentro da perspectiva da reutilização, a consultora socioambiental Pólita Gonçalves sugere que antes do descarte, o consumidor pode tentar trocar ou vender o que não precisa ou não deseja mais. Para quem não deseja fazer um bazar em casa, uma das opções é o site Freecycle, uma organização sem fins lucrativos que reúne pessoas interessadas em deixar seus objetos fora dos depósitos de lixo. As pessoas podem doar trocar ou até pedir desde objetos até móveis.
- Desde um celular até um ventilador, todo mundo sempre tem coisas que não quer mais e não sabe o que fazer a não ser jogar no lixo. Mais do que nunca é hora de pensarmos em opções alternativas ao lixo - sugere Pólita.

Onde deixar:

- Baterias, aparelhos de celular e acessórios:
As operadoras Vivo, Claro, Tim e Oi recebem em todas as lojas aparelhos, baterias e acessórios de qualquer modelo ou operadora. Não é preciso ser cliente para depositar os resíduos.

- Pilhas:
Uma resolução do Conama determina que, a partir de novembro de 2010, fabricantes de pilhas e baterias serão responsáveis pela coleta. Enquanto os revendedores não aderem à lei, é possível depositar o material usado nas agências do Banco Real, que disponibiliza os coletores "Papa-Pilhas".

- Papéis, metal, vidro e óleo de cozinha.
Lojas da Rede Wal-Mart: têm as Estações de Reciclagem com recipientes destinados à coleta seletiva de papel, plástico, metal, vidro e óleo de cozinha, que beneficia 32 cooperados.

- Equipamentos eletrônicos:
Comitê para a Democratização da Informática (CDI) - recebe computadores e periféricos em estado de funcionamento e usa os materiais doados em programas de inclusão digital. As máquinas devem ter processador Pentium III ou superior, com HD e memória. Também são recebidos scanners, impressoras e laptops com fonte e com as mesmas especificações mínimas do computador.
Dell - O fabricante de computadores recolhe, recondiciona e doa equipamentos para projetos de inclusão digital. Para saber os locais de recebimento, o site é www.pensamentodigital.org.br. A Dell também tem outro projeto, que é global e recolhe computadores e destina para parceiros ambientais. Basta entrar no site www.dell.com/recycling e clicar na bandeira do Brasil.
HP - Recolhe baterias de notebooks, calculadoras e outros produtos da marca HP. A coleta deve ser solicitada no site www.hp.com.br/baterias. As baterias também podem ser entregues na rede de assistência técnica. Também há o Programa Planet Partners, que faz a coleta de cartuchos e toners para a reciclagem junto a clientes corporativos e usuários domésticos. Em 2008 mais de 60 mil toners foram coletados e reciclados através desse programa no Brasil e mais de 212 mil cartuchos de tinta foram coletados e destinados para reciclagem.

- Óleo de cozinha:
 ONG Disk Óleo: faz um processo de purificação e o vende para indústrias de sabão, biodiesel e asfalto.

(O GLOBO, Razão Social, 01/09/2009).

Publicado em Dicas
Terça, 04 Dezembro 2012 20:16

Disposição dos talheres na mesa

Para não errar:

  • Cada talher tem uma função durante a refeição. Garfos ficam a esquerda; facas e colher de sopa, a direita. Sempre iniciar de fora para dentro. Para a sobremesa, utilize os talheres a frente do prato.
  • As taças ficam a direita e são pelo menos duas: uma para água e uma para outra bebida. Certas mesas trazem quatro tipos de taças: a maior para água e as demais para vinho tinto, branco e espumante. A de vinho branco é sempre menor do que a do tinto.
  • Na mesa formal, o guardanapo fica à esquerda ou, se não houver espaço, em cima do prato.
  • Quem começa a refeição é sempre o anfitrião. Na dúvida, dê uma espiadinha no comportamento dele e siga.

Orientações sobre como servir e comer certos alimentos

  • Aipo, ameixa, azeitona, cereja, milho, frango a passarinho, rã e uva: comem-se com dedos. Havendo caroço, retire-o da boca com a mão em forma de concha e deposite-o no canto do prato.
  • Abacaxi, melancia e melão: são servidos cortados e comem-se com garfo e faca.
  • Alcachofra: o ideal é servir sem as folhas; come-se apenas o miolo com garfo e faca, mergulhando-o no molho.
  • Alface: as folhas são dobradas, ao invés de cortadas.
  • Banana: segure-a com garfo e faça um risco forte com a faca em cima da casca, abrindo-a. Em seguida vá cortando-a com o garfo, em rodelas, e levando cada uma á boca.
Publicado em Dicas
Quinta, 12 Abril 2012 20:15

Eliminando manchas comuns

Eliminando manchas comuns

  • Bebidas alcoólicas: normalmente, essas manchas saem com éter. Aplique o produto e enxague com água.
  • Bolor: ferva o tecido manchado numa água contendo um pedaço de couro de bacalhau ou use a própria água em que o bacalhau foi fervido.
  • Carvão: esfregue um pedaço de miolo pão fresco.
  • Cerveja: coloque água morna e sabão neutro.
  • Coca-Cola: lave a peça com água fria. A água morna vai fixar a manchar.
  • Cola branca: lave a peça com água fria ou quente.
  • Esmalte de unha: use acetona ou removedor de esmaltes, e em seguida lave com água e sabão neutro.
  • Ferro de passar: o ferro muito quente deixa uma marca amarelada e feia no tecido. Quando isso acontecer, passe água oxigenada sobre a parte afetada e lave em seguida com água.
  • Ferrugem: coloque sal sobre o tecido manchado, pingue algumas gotas de limão, ou sal e bicarbonato e deixe secar sob o sol e depois lave.
  • Graxa: a margarina vegetal ajuda a tirar manchas de graxas. Coloque um pouco sobre a sujeira, deixe por alguns minutos, depois lave normalmente com água e sabão.
  • Lama: coloque água quente e vinagre.
  • Manteiga: em tecidos brancos, passe uma escovinha com benzina e em tecidos coloridos, água morna e sabão.
  • Máquina de lavar: você não prestou atenção e uma peça de roupa escura manchou sua roupa na máquina de lavar. De preferência, não a deixe secar com a "nova cor". Coloque-a em água com um pouco de sabão em pó, numa panela e dê uma fervida, rápida.
  • Mofo: ferva a peça em uma solução de água e bicarbonato de sódio, na proporção de 4 colheres de chá por litro de água ou água quente e vinagre.
  • Molho de tomate: aplique uma camada de talco ou amido de milho no local, para absorver o excesso ou coloque água morna e detergente neutro.
  • Ovo: lave com água fria. Água quente vai fixar ainda mais a mancha. Antes de lavar, use uma pasta de sal (sal com gotinhas de água) sobre a mancha.
  • Queimado: coloque maisena e deixe ao sol por algumas horas.
  • Suor: coloquem de molho com água e álcool, água e bicarbonato de sódio ou suco de limão e lave bem.
  • Tinta a óleo: manchas de tinta a óleo devem ser limpas com solvente ou aguarrás, gasolina ou benzina.
  • Vinho: coloque talco para secar e lave com água morna e sabão neutro.
  • Facilitador geral: sal ajuda a tirar a maioria das manchas. Na dúvida, antes de usar qualquer produto para tirar manchas no tecido, passe um pouco de sal para facilitar a retirada.
  • Batom: Raspe o mais que você puder com uma faca cega. Use pré-lavagem por pulverização e esfregue com toalha branca limpa. Lave da forma usual.
  • Cera de velas sobre forros de mesa: Retire delicadamente a cera, que pode ser removida facilmente com a unha. Se a cera estiver mole, endureça com um cubo de gelo. Coloque a peça entre duas folhas de papel pardo e passe com ferro morno; a cera restante será absorvida pelo papel. Se a cera for colorida, lave com alvejante.
Publicado em Dicas
Quinta, 12 Abril 2012 20:12

Aprenda a ler etiqueta das roupas

Aprenda a ler as etiquetas das roupas, veja abaixo o que significa cada simbolo desenhado nas etiquetas das roupas, como temperatura da água, tipo de lavagem, limpeza a seco, utilização de ferro na passagem da roupa, utilização de alvejantes, secagem, entre outros.

aprenda_a_ler_etiquetas_1
aprenda_a_ler_etiquetas_2
aprenda_a_ler_etiquetas_3
aprenda_a_ler_etiquetas_4
aprenda_a_ler_etiquetas_6
aprenda_a_ler_etiquetas_5

Publicado em Dicas
Página 2 de 2